PALESTRAS

TECNOLOGIA

Confira a programação de quinta-feira!

15h

Como a tecnologia laser pode aumentar a lucratividade do seu negócio

Por Pedro Henrique Perez, diretor geral do Grupo MB

A tecnologia a laser está cada vez mais acessível aos pequenos fabricantes. Seu uso para marcações e cortes tem precisão e agilidade superiores a outras máquinas, além de atingir um detalhamento não visto em outros processos. Mais do que isso, hoje, o laser já é usado para realizar solda de peças (sem gasto de componentes) e para a limpeza de objetos oxidados, reduzindo o custo e o tempo de trabalho.

Nesta palestra serão mostradas todas as possibilidades de uso das máquinas de corte e gravação a laser, bem como seus processos e funcionamento no dia a dia.

Pedro Henrique Perez é pós-graduado em Liderança e Gestão Empresarial e coach profissional, certificado pelo IBC Coaching. É diretor geral do Grupo MB, proprietário da Mil Bijus, maior rede de bijuterias e acessório da região sul do Brasil, e da Translaser, uma das maiores marcas de máquina a laser do país, atendendo clientes como Roca Brasil, Frimesa, Cadena Joias, entre outros.

16h

Resíduos de metais preciosos: como separá-los na oficina e analisá-los

Por Mariana Mantovani, sócia-fundadora da Aurhora Análises

Quais são as formas mais adequadas de separar os resíduos de metais preciosos produzidos da fabricação de joias, de forma a otimizar seu processo de recuperação e evitar perdas?

Neste encontro, além de responder a essa pergunta, serão apresentadas as formas de análises dos materiais e como se dá o processo de refino, já que o metal presente pode ser sempre reciclado.

Mariana Mantovani é química e sócia-fundadora da Aurhora Análises, startup com DNA-USP focada na reciclagem e análise de metais preciosos, com ênfase na química ródio. Há 10 anos ela ministra cursos de refino e galvanoplastia de metais e é autora do livro ‘Refino de ouro e prata – prática e teoria’.

17h

Tecnologia Open Source: benefícios e diferenciais competitivos nas indústrias do setor joalheiro

Por Luís Auta, fundador e CEO da Stark CNC

As máquinas CNC (Comando Numérico Computadorizado) são amplamente utilizadas na indústria, por aumentar, consideravelmente, sua produtividade. No entanto, seu alto custo pode ser um impeditivo para as empresas, especialmente as de pequeno porte.

A tecnologia ‘Open Source’ (código aberto) é a mais vantajosa do mundo, pois permite a utilização, a adaptação e o aprimoramento de forma gratuita, reduzindo drasticamente os custos de desenvolvimento de sistemas complexos.

Nesta palestra serão abordados todos os diferenciais competitivos desta tecnologia nas indústrias e escolas do setor joalheiro.

Luís Auta é bacharel em Engenharia Mecânica com ênfase em automação e sistemas e mestre em Engenharia. Com mais de 20 anos de experiência, é fundador e CEO da Stark CNC e diretor do Conselho de Empresas Startups, além de ter atuado no corpo técnico da ABNT entre 2018-2020.

18h

Engenharia reversa: os benefícios do escaneamento 3D para a joalheria

Por Rodrigo Silva

A Engenharia Reversa é uma tecnologia de alta precisão que vem apoiando várias áreas da indústria. Ela consiste no processo de transformação de uma peça física em um desenho digitalizado (modelo 3D) ou até mesmo em um novo protótipo fabricado (impressão 3D ou usinado).

Nesta palestra serão apresentadas as diversas oportunidades de resoluções que essa tecnologia permite no desenvolvimento de novos projetos, além de melhorias contínuas como, por exemplo, a correção de algum modelo com problema que, por meio do scanner, são gerados novos moldes ajustados para reprodução, ou ainda a geração de novos modelos para peças antigas que a indústria, porventura, tenha a necessidade de um novo lote de produção, mas já não tem mais suas respectivas borrachas.

Rodrigo Silva é instrutor e consultor de joalheria no SENAI-SP. Formado em joalheria (SENAI-SP), é graduado em Produção Joalheira (IED – Istituto Europeo di Design), com especialização em micro-cravação de gemas (Salpaus Futher Education / Lahti Finland). Foi joalheiro campeão mundial da Worldskills London 2011 e gestor de oficina de joalheria em Leipzig (Alemanha, 2013). Também atua como coach de competidores para Worldskills international.

19h

Router´s CNC: soluções e resultados na ourivesaria

Por Bruno Ponces, proprietário da H3N Desenvolvimentos

Você sabe responder tudo o que é possível fazer com um Router CNC? Conhece as inúmeras possibilidades que ele oferece para a ourivesaria?

Para encerrar esse primeiro dia de evento, mais do que responder essas perguntas, neste encontro serão mostradas as soluções que a implementação desta tecnologia pode agregar ao trabalho do ourives, fruto de uma coletânea das principais dúvidas apontadas pelo mercado nos últimos meses.

Bruno Pereira Ponces é formado em Engenharia Mecatrônica e em Tecnologia em Automação Industrial. É proprietário da H3N Desenvolvimentos, com 18 anos de expertise no desenvolvimento de sistemas de automação industrial e fabricação de equipamentos Router CNC.

DESIGN

Confira a programação de sexta-feira!

16h

Do desenho ao produto final: o processo de design na prática

Por GT 01 – Grupo de Pesquisa e Estudo em Design de Joias, com mediação de Engracia Llaberia

O design é um processo que vai muito além dos desenhos de criação. O conhecimento de como ele se desenvolve é indispensável tanto para o designer, sendo parte essencial do seu trabalho, quanto para quem contrata os serviços deste profissional. 

Ao designer cabe, fundamentalmente, a realização de pesquisas, definição dos elementos do projeto (a partir de uma demanda inicial) e apresentação das propostas para o produto final, em desenhos artísticos e técnicos, com detalhamentos e especificações. No entanto, neste percurso (desenho – produto final) existe um encadeamento de etapas que estão relacionadas diretamente com o trabalho de outros profissionais vinculados aos diferentes processos produtivos, e cabe ao designer acompanhá-las, como supervisão, durante todas as fases de fabricação do produto. 

Nesse painel serão apresentadas essas etapas e a forma como se inter-relacionam, oferecendo um panorama geral de um projeto de design.

Engracia Costa Llaberia é doutora e mestre em Design (Universidade Anhembi Morumbi), desenhista industrial (ESDI), bacharel em Comunicação Social (Publicidade e Relações Públicas) e designer de Interiores (UNIP). Coordenou e foi professora de diversos cursos de design de joias, além de ter sido proprietária de duas lojas. Atualmente, é proprietária do Escritório de Design Officina do Design, diretora de Design da Associação dos Joalheiros do Estado de São Paulo (AJESP) e membro do GT-04, de Desenho Técnico de Joias, da Comissão CEE-237, Comissão de Estudos Especiais de Desenho Técnico da ABNT e do grupo independente GT-01, Grupo de Pesquisa e Estudos em Design de Joias.

GT-01 Grupo de Pesquisa e Estudo em Design de Joias, composto pelos profissionais: Adriana Almeida Justi, Andrea Tibery, Denise Maestrello, Elina Yamamoto, Eliana Andrello, Eliânia Rosetti, Engracia M.L. Costa Llaberia, Henny Aguiar Rosa Favaro, Marco Spinassé, Mauro Cateb, Miriam Farah, Paulo Ranieri e Vanderlei Marcos do Prado.

17h

Aplicação prática das normas de desenho técnico da ABNT para joias

Por GT 01 – Grupo de Pesquisa e Estudo em Design de Joias, com mediação de Andrea Tibery e Henny Favaro

Validada em maio de 2022 e já encaminhada para publicação, a norma ABNT NBR 17041 ‘Desenho Técnico – Requisitos para Representação Gráfica de Joias’ foi elaborada de modo a oferecer referências para quem atua na área de projetos de design de joias, apontando os principais itens a serem observados na apresentação de propostas criativas. Ela tem como objetivo otimizar a comunicação entre os participantes da cadeia produtiva, desde os desenhos de criação até os de encaminhamento para a produção.  

Nesse painel serão apresentados os itens elencados na referida norma ABNT NBR 17041, bem como serão esclarecidas as dúvidas sobre a sua utilização prática. 

Andrea Tibery é graduada em Desenho Industrial com habilidade em projeto de produto (Fundação Mineira de Arte Plásticas Aleijadinho, atual UEMG) e especialista em Artes (Universidade de Brasília). Atua como professora de design de joias e acessórios de moda no Ateliê Andrea Tibery, além de lecionar voluntariamente a disciplina Estudos Dirigidos em Design de Joias (Universidade de Brasília). É pesquisadora do grupo do Laboratório de Desenvolvimento em Design – Acessórios para Moda, além de integrar os grupos de trabalho da norma ABNT NBR 17041 e do Glossário Técnico de Joalheria (AJESP/IBGM). Participou de eventos como Capital FashionWeek, Fashion Business e Fashion Rio com suas coleções de joias.

Henny Favaro Rosa é doutora em Arquitetura e Urbanismo (FAU – Mackenzie), mestre em Educação, Arte e História da Cultura e graduada em Artes Plásticas (ambas Mackenzie). Foi docente do curso de graduação em Design e pós-graduação FAU – Mackenzie. Atua nas áreas de ensino e pesquisa, além de assessorias e consultorias para concursos de design em joalheria. É pesquisadora no ‘Núcleo Design Joia: Metodologia de Projeto de Produtos aplicado ao setor Joalheiro’ (UFES) e faz parte dos grupos de trabalho da norma ABNT NBR 17041 e do Glossário Técnico de Joalheria (AJESP/IBGM).

GT-01 – Grupo de Pesquisa e Estudo em Design de Joias, composto pelos profissionais: Adriana Almeida Justi, Andrea Tibery, Denise Maestrello, Elina Yamamoto, Eliana Andrello, Eliânia Rosetti, Engracia M.L. Costa Llaberia, Henny Aguiar Rosa Favaro, Marco Spinassé, Mauro Cateb, Miriam Farah, Paulo Ranieri e Vanderlei Marcos do Prado.

18h

Os impactos de um projeto de design na produção joalheira industrial

Por Eliana Andrello

Em tempos tão desafiadores onde a excelência e a produtividade definem a competitividade das indústrias, é preciso minimizar todo o qualquer problema nas etapas do processo produtivo oriundos da falta de especificação técnica sobre o produto.  Daí a importância de se ter um projeto de design estruturado. 

Nesta palestra serão apresentados os ganhos que um projeto consistente – da pesquisa à exatidão de parâmetros e requisitos – proporciona às indústrias, tais como redução da perda e do desperdício de materiais, redução do tempo produtivo, entre outros.

Eliana Rossi Andrello é especialista técnica de educação do Centro de Referência em Joalheria FIRJAN SENAI SESI Maracanã -RJ 

19h

Desvendando os segredos do 3D: do projeto de criação à modelagem e impressão 3D

Por Eliânia Rossetti 

Hoje, a tecnologia 3D está presente desde as primeiras etapas da criação até as etapas de modelagem e impressão. O desenvolvimento do projeto pode ser feito totalmente de modo digital, incluindo os desenhos técnicos e os de encaminhamento para a produção. Esse avanço, no entanto, ainda causa muitas dúvidas em relação ao 3D atual e o de 5 anos atrás, principalmente entre os profissionais designers.

O intuito desta palestra será de desmistificar o uso da tecnologia 3D que, apesar de não excluir o trabalho manual, pode ser uma grande aliada na concepção de um produto, agilizando a produção e melhorando a qualidade. Com exemplos práticos e cases de sucesso serão apresentados os problemas e as soluções para obter a melhor qualidade de impressão dos modelos em 3D, bem como os tipos disponíveis desta tecnologia e quais devem ser utilizadas de acordo com o tamanho de negócio. 

Eliânia Rosetti é especialista em computação gráfica 3D e proprietária da Solução 3D. Ela foi a primeira empresária brasileira a implantar a tecnologia 3D em sua empresa e a primeira a oferecer prestação de serviços em 3D focada exclusivamente no setor joalheiro, atendendo marcas de joias, folheados e bijuterias. Além de ministrar diversos cursos sobre o tema, é autora dos livros ‘Desenhando Joias com Rhinoceros’ e ‘Rhinogold Manual de Ferramentas e suas Funcionalidades’.

NEGÓCIO & MERCADO

Confira a programação de sábado!

14h

Como estruturar a identidade da marca e aplicá-lo ao produto

Por Marcia Croce

O branding é a ponte que conecta você ao seu cliente. Os pilares da marca, sua narrativa, missão, visão, valores, entre diversos outros aspectos, quando bem estruturados, geram valor e diferenciação para o negócio.

Nesta palestra será demostrado que o caminho para a criação de um produto diferenciado é ter uma identidade de marca forte, coesa e que seja facilmente reconhecida pelo cliente. Também serão discutido de que forma a identidade de marca pode ser aplicada ao produto na prática, de maneira eficaz e descomplicada, com cases de mercado relevantes e super atuais.

Marcia Croce é formada em Propaganda e Publicidade e pós-graduada em Fashion Marketing and Communication. Com 30 anos de atuação no setor joalheiro, é diretora da DGNG – Design & Negócio, consultoria especializada em planejamento estratégico de marcas, design de produtos, pesquisa de tendências de consumo/comportamento e treinamentos para indústria e varejo. É autora do ‘DGNG Book: Interpretando Tendências’, publicação que decodifica as principais tendências mundiais do setor, auxiliando no desenvolvimento de coleções a partir de um direcionamento mais assertivo de produtos.

15h

Produção: como terceirizar (se você é comerciante) e como se organizar para atender diferentes modelos de negócios (se você é fabricante)

Por Carlos Salem 

O mercado tem apresentado diferentes arranjos comerciais. De um lado, um boom de novos empreendedores, principalmente com marcas autorais, está despontando e têm a necessidade de terceirizar sua produção, ainda que seja em um menor volume. E de outro, as indústrias amparadas tecnologicamente e com mão de obra especializada têm a possibilidade de ampliar sua capacidade produtiva.

Esta palestra abordará qual é a melhor forma de dar ‘match’ entre esses dois players e ambos terem êxito. Do ponto de vista dos comerciantes, o que é preciso ter e fazer para encomendar uma produção junto à uma fábrica. E sob a ótica das indústrias, como se organizar e estruturar para atender essa nova demanda, abrindo uma nova célula de negócios. 

Carlos Salem ministra cursos de joalheria e desenho desde 1984 em seu ateliê e em entidades como SEBRAE, SENAC, SENAI e Associações Comerciais. Presta serviços de consultoria e assessoria na área comercial, gestão de design e produção, tendo acompanhado a inserção de diversos profissionais no mercado joalheiro.

16h

Como identificar nichos de mercado e definir estratégias de atuação?

Como identificar nichos de mercado e definir estratégias de atuação?

O setor vem experimentando múltiplas configurações e, com isso, torna-se cada vez mais importante desenhar estratégias com o objetivo de identificar oportunidades de negócios entre os agentes da cadeia produtiva. O último tema da trilha de conteúdo da #TECNOGOLD2022 abordará a necessidade da dedicação de se identificar os possíveis nichos de atuação, provocando os participantes sobre o valor de elaborar as estratégias comerciais para dar o start no negócio e/ou ajustar as rotas de um empreendimento já estabelecido.

Mario Rodrigues é coordenador comercial da Reserva Metais. Formado em comércio exterior, com MBA em empreendedorismo, atua no setor joalheiro desde 1999: além de prestar consultoria de Gestão e Marketing para lojistas joalheiros, foi diretor da Associação dos Joalheiros do Estado de São Paulo (AJESP), do Instituto Brasileiro de Gemas e Metais Preciosos (IBGM) e da Associação Nacional do Ouro (ANORO), além de ter sido o responsável técnico do curso One Year Course em Joias e Negócios do IED São Paulo.