Fisher do Brasil apresenta três novos equipamentos e um novo padrão de certificado para a indústria joalheira

Especializada na tecnologia de medição não destrutiva e precisa de materiais preciosos, a Fisher do Brasil traz para a TECNOGOLD 2019 quatro novas soluções para a indústria joalheira.

Visando atender o mercado brasileiro de acordo com a nova portaria 43 do Inmetro voltada à determinação de cádmio e chumbo em traços (ppm), a multinacional alemã desenvolveu o XAN-250. Segundo o engenheiro Matheus Petreche, o novo equipamento é “dedicado à alta precisão e rápida determinação das ligas de ouro e da concentração de impurezas”. Ele ainda detecta com precisão a espessura de revestimentos galvânicos e a concentração de banhos em g/L de forma não destrutiva e sem preparo de amostra.

Já o XDL-240 é o equipamento de FRX que faz o controle de processo e qualidade em espessura de revestimento de metais preciosos, como ouro, ródio, prata e outros. De acordo com Petreche, devido à sua grande mesa motorizada de análises automáticas, o XDL-240 também faz leituras rápidas e precisas de diversas peças de uma só vez e ainda permite o controle de elementos majoritários e altas concentrações em soluções líquidas e banhos.

O Sigmascope GOLD é o equipamento portátil para autenticação rápida e não destrutiva de barras e moedas de ouro feita através do método condutivo, que está em conformidade com as normas internacionais ASTM E-1004 e DIN-50994. Ele também permite a rápida verificação de falsificações com tungstênio, por exemplo.

E para assegurar a qualidade das medidas realizadas e garantir a melhor precisão das análises, o engenheiro destaca a nova linha de padrões certificados, tanto para concentrações de elementos em ligas de ouro e prata, quanto em padrões para determinação de espessura de revestimentos de metais preciosos.